sexta-feira, 5 de outubro de 2007

Pétalas

para a minha Quimera:

Chego de mansinho, pé ante pé, para não te despertar da languidez que te invade. Sinto a respiração profunda de quem dorme serenamente, e vejo os teus olhos inquietos debaixo das pálpebras cerradas. Com que estarás a sonhar? Apetece-me invadir o teu sonho de sensações inesquecíveis. Tento conter a minha ansiedade, mas não é fácil, o coração bate forte pelo desejo latente de te tocar, mas contenho-me. Não gosto da pouca lingerie que tens vestida – só atrapalha. Quero-te despida de roupa e preconceitos para te poder tocar melhor. Ajoelho-me ao pé de ti. Cheiras bem, uma mistura doce de amêndoa e cacau. A minha respiração acelerada arrepia-te a pele, eriçando os pelos. Mexes-te ligeiramente e soltas um suspiro.Com delicadeza e alguma mestria, liberto-te lentamente das tuas meias e do cinto de ligas. A tanga é mais difícil, mas com um pouco calma e paciência, consigo deixar-te completamente nua.O desejo apodera-se de mim, tento acalmar-me. Sinto o sangue a latejar-me nas artérias, a uma velocidade estonteante. Olho para os teus lábios rosados e carnudos, semi-cerrados, aproximo-me com uma vontade louca de te beijar, paro a um milímetro de distância, fecho os olhos e resisto. Respiro fundo e concentro-me.Pego na grande rosa aveludada da cor os teus lábios que colhi no teu jardim e ofereço-te o aroma inebriante que se solta dela. Retiro uma pétala e passo-a levemente pelos teus lábios que se abrem um pouco mais. Deixas escapar outro suspiro, balbuciando qualquer coisa que eu não entendo. Desço com outra pétala pelo teu pescoço, ao longo do teu ombro e detenho-me a olhar para os teus seios tranquilos. São demasiado tentadores, apetece-me provocá-los. Contorno-os com mais pétalas e aproximo-as lentamente, uma a uma, dos mamilos que despertam com a carícia fresca e suave. Sinto a tua respiração acelerar, vejo que continuas a sonhar, um convite para eu continuar.Outra pétala desce pela tua barriga, detém-se na profundidade do umbigo e desliza até ao baixo-ventre.Olho para o pequeno triângulo que guarda a entrada do teu sexo e suspiro - quero fazer-te estremecer de prazer – quero que o prazer se prolongue para além do tempo e do sonho.Outra pétala percorre o peito do teu pé e outra sobe pela tua perna, pelo interior das tuas coxas que se afastam ligeiramente, o suficiente para me deixar vislumbrar o centro do teu prazer. Quero mergulhar em ti com uma carícia e ficar assim para sempre, mas sei que não posso. A última pétala toca nos lábios do teu sexo, penetra-o ligeiramente e detém-se no botão mágico do teu prazer. Tu esboças um sorriso, apertas as coxas e continuas a sonhar. Como eu gostava de estar nos teus sonhos!
Olho para o espelho. Sou igual a ti, feminina, excitada com o reflexo do meu próprio desejo em ti. Guardo a última pétala e o que resta da rosa. Quando acordares nua e coberta de pétalas perfumadas, saberás que te fui visitar.


Texto originalmente publicado em Contos Secretos por carpe diem como resposta a uma provocação da Sutra. Publicado agora aqui com autorização de ambas.

8 comentários:

feel it disse...

há textos que valem a pena reler... este é um deles! bonito blogue ;)

MANDALAS POEMAS disse...

Hola, por aqui deleitandome con el contenido de tu blog. Felicitaciones.
Te invito muy cordialmente a que visites el mio donde están consignados mis poemas.

www.mandalaspoemas.blogspot.com

Un abrazo desde Barranquilla, Colombia.

Víctor González Solano

Espero provocarte con mis poemas

carpe vitam! disse...

Caro Víctor,
me encantan las mandalas y tu blog también. ¡Gracias por tu visita!

Anónimo disse...

bonito...excitante!
ahh e obrigado pela visita!!!

...digamos que o instrumento tem tido mais ou menos a mesma actividade que o mail...
Será que também foi suspenso por inactividade?
Vou verificar e venho já...

www.gemidos.blogs.sapo.pt

carpe vitam! disse...

Olha, agora foi o teu blog que foi abaixo! Volta!...

Quimera disse...

Obrigada minha linda! Sabes que adoro este texto! Quando quiseres podes aparecer com as tuas rosas...
Beijos doces...

carpe vitam! disse...

mal posso esperar... para te provocar com as minhas pétalas...

QJ disse...

Excitante! Deliciosamente provocante... um beijo com rosas