sexta-feira, 16 de novembro de 2007

Inquietações do Corpo e da Alma - 1ª Parte




Finalmente estou a chegar a casa. Depois de um dia destes preciso mesmo relaxar. Estou farta de números, facturas, débitos e créditos, Já não consigo suportar o toque irritante do telefone seguido da voz do meu chefe a reclamar por causa dos prazos ou um cliente qualquer a perguntar se pode deduzir o IVA de recibos de jantares exorbitantes feitos a título “profissional”. Esta rotina está a deixar-me maluca! Só isso explica o facto de ter perdido a estribeiras e chamado incompetente à funcionária da segurança social. Não disse mentira alguma mas não gosto da sensação de descontrolo. Hoje até o elevador parece mais lento do que é costume!

Entro em casa decidida a esquecer este dia, como se ao fechar a porta conseguisse deixar tudo para trás. Um jantar com o Carlos vinha mesmo a calhar. O Carlos é o meu namorado. Acho que o conheço desde sempre mas só começamos a namorar há 2 anos. Ligo-lhe e combinamos jantar em minha casa. Ele passa pelo take away e traz aqueles bifinhos que eu adoro. O vinho fica por minha conta.

Entretanto vou tomar um banho. Sabe tão bem descalçar estes sapatos de salto alto e despir o tailleur e blusa que uso quase por obrigação! Meto-me debaixo do chuveiro, e enquanto a água desliza pelo meu corpo vou imaginando o calor do Carlos, o toque da pele dele, a mão dele onde tenho agora a minha. Humm… que vontade de o ter dentro de mim!

Visto a lingerie preta que ele adora por debaixo do meu robe de cetim. Preciso sentir que ele me deseja. Quando começámos a namorar fazíamos amor a toda a hora mas ultimamente ele anda mais entusiasmado com o seu novo projecto empresarial.

Ele chega com um ar cansado mas com o sorriso de sempre. “Boa noite querida!”, diz-me ele depois de me dar um beijo. É tão reconfortante sentir o carinho dele! Por vezes pergunto-me se realmente o amo ou se simplesmente gosto do amor que ele sente por mim.

Começámos a jantar enquanto conversámos sobre os nossos dias de trabalho. Só consigo pensar numa forma delicada de lhe dizer que hoje não me interessam absolutamente nada as burocracias que o irritam, que apesar do meu dia ter sido péssimo não quero falar sobre isso. O que eu quero mesmo é uma boa noite de sexo que me faça esquecer tudo!

“Fazes-me uma massagem?” Pergunto-lhe enquanto me dirijo para o meu quarto e vou desapertando o roupão. Sem uma palavra o Carlos abraça-me por detrás com as mãos sobre o meu decote e faz deslizar o cetim pelas minhas costas até cair no chão. Passa levemente as suas mãos pela minha pele e num gesto suave deita-me sobre a cama. Sinto o corpo dele já despido tocar no meu, o seu sexo a roçar no meu rabo. Com uma agilidade nada habitual desaperta o meu soutien e deixa cair algumas gotas do óleo de massagens nas minhas costas. Sinto um arrepio, uma urgência do seu toque! Começa então a massajar-me as costas levando as suas mãos até ao meu dorso, insinuando-as na direcção dos meus seios sem, contudo, lhes tocar. Vai descendo até à anca e despe a minha tanga para então continuar a percorrer as minhas nádegas, coxas, pés. Sinto-me cada vez mais excitada! Estremeço de prazer quando, já voltada de frente para ele, me acaricia o ventre. Ao sentir o meu desejo, os seus dedos precipitam-se para o interior dos meus lábios, sinto-os entrarem em mim. Não aguento mais esta espera. Encosto o corpo dele ao meu fazendo-o penetrar-me. Os nossos corpos mexem-se ao ritmo do nosso prazer até saciarmos o nosso desejo. Foi bom…!


Deixo-me estar tranquila nestes braços que me embalam o pensamento e o coração. Estou quase a adormecer! Oiço o Carlos desejar-me bons sonhos e mergulho num sono profundo!
continuação aqui

4 comentários:

QJ disse...

uma massagem relaxante todos precisamos

de um toque carinhoso idem aspas

de por im uma noite de sexo... sem comentários...

:-)

oct disse...

descontracções, carinhos, toques, prazer. Stress profissional, aí que nem vale a pena comentar...

Vamos relaxar e entrar no fim de semana, assim mesmo, com um banho, uma massagem, um beijo de boas noites... e um bom fim de semana

carpe vitam! disse...

Ummmm, estou a ver que te decidiste a publicar o que há muito vens cozinhando... continua, estou a gostar!

blackangel disse...

uauuuu!!!!