quinta-feira, 15 de novembro de 2007

BTT


Que saudades dos meus passeios de bicicleta ao pôr-do-sol! Agora a noite chega cedo, está frio. Lembro-me de quando o sol aquecia até tarde e o dia durava até à hora do jantar. Tenho o fim-de-semana, eu sei, mas não me chega. Por isso, decidi levantar-me mais cedo e sair de casa com rumo mais ou menos planeado, ao sabor do vento.
Rasgo o caminho de terra batida com restos de alcatrão, desço na lisura da ponte sobre a auto-estrada: iiiiihuuuuuu! Largo o volante e fecho os olhos por um instante. Os rumos habituais adquirem novos contornos, o que se perde em velocidade para os automóveis, ganha-se em pormenor, em cheiro, em som.
Ando por montes e vales (são mais pequenos declives, mas de BTT, parecem montanhas) o sol espreita ainda envergonhadamente pelo horizonte, está frio, as mãos congelam, sinto o ar gelado entrar e arder no nariz e na garganta, as lágrimas saltam-me dos olhos até se habituarem ao frio (nota: trazer óculos para a próxima).
Depois de uma subida ou duas mais intensa, já me sinto mais quente. Passo por baixo da auto-estrada, subo desço, subo desço até voltar ao ponto de partida. Estou quente, a transpirar.

Hoje aconteceu uma coisa inédita: depois de uma subida mais acentuada, resolvi ajustar o capacete, junto à paragem do autocarro. Comecei a ver tudo desfocado, a cabeça a andar à roda. Não, não me esqueci do pequeno-almoço. Resolvi sentar-me na paragem, devia ser uma quebra de tensão. Cabeça para baixo, até que oiço alguém:
- Tensão baixa? – Olho para o lado: eras tu!
- Acho que sim. – E deste-me um pacotinho de açúcar. Tão doce! A tensão subiu logo, ainda não tinha posto o açúcar na boca.
- Estás melhor? – Perguntaste.
- Agora sim, obrigado! – Disse eu com um sorriso de orelha a orelha. E segui o meu caminho sem mais percalços.

Chego a casa, alongamentos, duche de pêssego e manga, tudo a postos para um dia de trabalho em cheio!

Andar de bicicleta ao nascer do dia é o meu novo ritual.

vídeo: CORBIS motion

4 comentários:

QJ disse...

realmente que saudades de andar de bicicleta ao fim da tarde, de fazer um meio caminho e no fim desse meio caminho encontrar-te...

boas recordações...

Noivo disse...

é muito bom por o corpito a mexer! além de ser como o redbull "revitaliza corpo e mente" aindo nos deixa bem dispostos pro trabalhito!

carpe vitam! disse...

Bem, se nos levantarmos às 5h30 da manhã, poderemos encontrar-nos a meio do caminho, perdermo-nos um pouco no pinhal e ainda voltarmos a tempo de ir trabalhar a horas decentes. Bora?

oct disse...

andar de biclicleta é fixe!

faz bem ao corpo, logo faz bem à mente.

como alguém disse à uns anos atrás

Mens sana in corpore sano