segunda-feira, 9 de março de 2009

provocação gratuita 54

"O amor é uma doença quando nele julgamos ver a nossa cura."

Ornatos Violeta, Ouvi Dizer

24 comentários:

Tana disse...

Nada tao verdadeiro..


um beijo*

Bernardo Lupi disse...

Essa música traz-me à lembrança momentos bastante felizes...

carpe vitam! disse...

Beijinho também para ti, Tana :)

Bernardo, é curioso que uma musiquinha triste e um bocado dor-de-corno inspire momentos felizes. Ainda bem!

Otário disse...

reflexão de dentro..
muito bem!

bluebutterfly disse...

Carpe Vitam , Carpe Vitam...

Grande verdade...

Beijos

manzas disse...

Num momento desnudado de inspiração
Apuro sentidos desconhecidos nas janelas do mundo…
Abro longas cortinas entreabertas da imaginação
E sonho despertar, num sono em que não durmo

Um resto de um bom dia
Com muita inspiração…

O abraço…

-MANZAS-

ela disse...

Uma verdade pode ser uma provocação? (;

carpe vitam! disse...

borboletinha azul, borboletinha azul... beijinhos para ti :)

Manzas, a desnudar assim a inspiração do momento, tu tem cuidado!...
Coisas boas para ti ;)

ela... e de que maneira!

doiSabores disse...

E há quem queira ser curado?
Beijos saborosos

Lo. disse...

É. E tá cheio de gente doente por aí que nem sabe.

Branca disse...

...é bem verdade isso e o que tem de gente doente por aí rss.

Ótima semana pra vc!

Branca disse...

Adorei o que deixou lá...mais pra frente vou postar ele tb!

bjo carinhoso!

Luis Bento disse...

É uma doença sim...e o médico manda-nos tomar o medicamento, mas nós perdemos a receita...perdi a receita...

A Rapariga disse...

Ouvi dizer

:)

carpe vitam! disse...

DoiSabores, há muita gente a querer ser curado, não apostam na profilaxia. Haja saúde!

Lo, lá diz o ditado, o pior cego é o que não quer ver!

Branca, o poema chama-se "masturbação", a Maria Teresa Horta é mesmo fantástica. Óptima semana para ti também!

Luís Bento, a receita é não pensar nele como cura ;)

Rapariga, eu tenho a sensação que é verdade...

Sara Valentte disse...

Permite-me ser um pouco extremista e dizer que pode ser doença, sim, mesmo no mau sentido, quando passa a amor obssessivo. Aí a cura... bem... Pior a emenda que o soneto...
Um beijo de carinho para ti Carpe Vitam...

carpe vitam! disse...

Sara, pois é mesmo isso que diz o verso!
beijo carinhosamente provocante para ti ;)

Joaquim Bi disse...

Obrigado pela visita. Adorei o blog de vcs e como faço para colocar um banner lá no meu? Seria um prazer

Beijos

carpe vitam! disse...

Olá Joaquim, bem-vindo à blogosfera!

Enviaremos o código por e-mail.

Obrigada pela visita!

Alien David Sousa disse...

Ah pois é! Mas são aos milhares os que procuram no amor uma cura para os seus males, essa é que é essa. :/

carpe vitam! disse...

eu diria antes "aos biliões", Alien. É certo que o amor tem o seu efeito terapêutico, mas curiosamente para outros males que não os de amor.

António Sabão disse...

O AMOR é uma chatice! :(

Beijinhos

carpe vitam! disse...

Tem dias! ;)

Miriamdomar disse...

O amor é uma boa terapia, quando encontramos ,uma boa parceria!
Só amor, não chega e pouco amor não dá!
É uma partilha contínua que cansa muita gente e que muita gente não sabe dar!
Não é só o facto de ser obsessivo que pode fazer dele uma doença!
Beijos