terça-feira, 18 de setembro de 2007

Luxúria

Procurei-te
E encontrei-te, estavas na cama,
Mas não estavas só,
E numa só vez,
Puxaram-me para perto de vós
Fiquei no meio, beijei-vos na boca,
Primeiro à esquerda, depois à direita,
Ou foi ao contrário?
Foram tantos os beijos que já não tenho certeza qual foi o primeiro
Não interessa!
Gosto de estar no meio, sentir o vosso calor,
Sentir o vosso corpo a roçar-se no meu
À procura de prazer
Do toque
Da minha boca
Da vossa boca
Do vosso sexo
Do meu sexo
Fazemos uma orgia,
O prazer é mais que muito
Agora estás tu no meio,
Depois, estás tu no meio
Cada um de nós, a seu tempo no meio
No meio, nem sempre está a virtude,
Mas está, definitivamente, uma entrega ao prazer
À luxúria!
Sinto que o meu orgasmo se aproxima
A vós vos entrego o meu orgasmo
É vosso, pois foi de vocês
E por causa de vocês que ele aqui está.
Também quero o vosso orgasmo
Quero sentir os vossos gemidos
Quero os vossos orgasmos
QUERO-VOS!

1 comentário:

Quimera disse...

Hummm... o teu orgasmo sobre o meu peito, o calor do teu prazer na minha pele. O mesmo peito que momentos antes beijaste...Beija-o de novo, dá-me prazer!
Te quiero...