domingo, 8 de novembro de 2009

Summer II

Sonhei que era um presente. Embrulhada num lençol (aquele roxo de cetim)… E um laço vermelho, gigante, a cobrir-me quase todo o corpo. O céu estava limpo e a janela aberta permitia que o calor do Sol, destapado por completo, entrasse e me iluminasse o corpo.
Olhas-me e sorris. Um sorriso perverso, matreiro. O processo é lento: começas por desembrulhar o laço, tirar-lhe o nó. Desenrolas a fita devagar, como que a degustar ainda não me veres a pele. Cheiras-me enquanto destapas os pés. Vais subindo devagar, descobrindo-me; descobrindo os meus recantos. Revelas as minhas pernas, as coxas, o sexo liso que palpita de desejo, o umbigo que molhas com a língua, os braços que percorres com a tua mão, o peito que mostra vontade de te ter ali, inspirando fundo e devagar; o pescoço que beijas e me revela arrepios…
No fundo vais saboreando aquele “antes”, aquela expectativa, milissegundos antes d’O momento.
Fechámos os olhos e deixámo-nos levar pela vontade, pelo desejo, pelo querer.

Quando os abri não estavas lá, mas tinha a sensação de que tudo tinha já acontecido…

Talvez um dia sonhe com o resto…

11 comentários:

Imperator disse...

já voltava ao Verão, já sim senhora :D

S* disse...

Há sonhos fantásticos, que deixam os sentidos todos despertos...

Borboleta Endiabrada disse...

ou melhor, o sonho tornar-se realidade...

Beijinhos endiabrados

Pekenina disse...

Imperator: Eu não voltava ao Verão. Prefiro esperar pelo próximo para ver o que me traz :))

Pekenina disse...

S*: Há sonhos fantásticos, mesmo! E os sentidos renascem, apuram, despertam-nos para a vida :) Sem sombra de dúvida ;)

Pekenina disse...

Borboleta: nem eu teria dito melhor. :))) Enquanto isso não acontece cá vamos relembrando e dando asas à imaginação :)
Beijinho de presente

Rafeiro Perfumado disse...

Pior era acabar de ser desembrulhada e ouvir "Fosca-se, não era isto que eu queria, vou já devolver à loja".

Felina disse...

E a nossa imaginação é tão ferti...


beijos

Pekenina disse...

Rafeiro: A minha sorte é que o sonho foi com quem já sabe o que lhe espera. :)))

Pekenina disse...

Felina: Mas diz lá que não sabe bem quando a fertilidade dá frutos...? ;)
Beijinho

Felina disse...

E se os frutos forem doces e sumentos só pode ser mesmo delicioso

beijinho