sexta-feira, 19 de setembro de 2008

provocação gratuita 34

A Indiferença é o inverso do Amor.

11 comentários:

Shelyak disse...

Verdade absoluta!!!!!!!!!!!!!

carpe vitam! disse...

Pois, acho que não é grande provocação, mas ontem não estava muito inspirada. há quem ache que o ódio é o inverso do amor, mas o ódio é uma espécie de paixão negativa, é qualquer coisa que faz mover, portanto não pode ser o contrário do amor, que também faz mover, só que de forma positiva.

Paulo T Pires disse...

antes e mais parabéns pelo vosso aniversáro, e depois em relação a inspiração provocatória, ela depende sempre do objecto a provocar...
beijos e abraços
PTP

Heloisa Ikeda... disse...

É o que eu sempre digo...
Se você odeia alguém é porque se importa com aquela pessoa, se não simplesmente ignoraria rs!!

Adorei o blog!
Beijos

O Sussurrar do Corpo disse...

Um beijo sussurrado...

carpe vitam! disse...

Paulo, a inspiração provocatória depende sim do objecto a provocar, mas depende ainda mais do agente provocador, e neste caso, o agente não estava nos seus melhores dias. Provocações melhores virão, com o mesmo e outros objectos a provocar.
Gracias pela visita, volta sempre que queiras.

carpe vitam! disse...

helô, nem mais! gracias pela visita :)

sussura, sussura baixinho que eu oiço... agradeço o beijo, outro para ti!

Moura ao Luar disse...

Bom começo de semana, com muita libido a mistura

carpe vitam! disse...

Gracias Moura, Boa Semana para ti também!

Anónimo disse...

Desculpem mas na minha opinião a indiferença e algo que temos por quem despresamos
As pessoas só tem a importância que nos lhes damos.
Ass: fbm

carpe vitam! disse...

fbm, não desculpo a tua opinião porque aqui as opiniões são respeitadas e não desculpadas.
na minha opinião, desprezo é diferente de indiferença, pois está a um passo do ódio. Quem despreza, já está a dar importância ao objecto de desprezo, ao passo que a indiferença é completamente neutra e desligada. Mas concordo contigo no que diz respeito à importância das pessoas. Convém não esquecer também que "somos responsáveis pelas pessoas que cativamos".