domingo, 24 de agosto de 2008

DESEJO puro e duro

Sou acordada a meio da noite pelo zumbido da melga que me mordeu ontem o corpo todo. Ela diz que me enviaste imagens. Digo para não me chatear, mas ela insiste, tento matá-la com a mão, mas a única coisa que consigo é bater-me a mim própria duas vezes.

Não resisto, é claro, quero ver. Ela mostra-me as imagens mentais que tem para mim. Estou ainda meia a dormir, mas as imagens pulsam-me no cérebro e despertam-me.. começo a ter dificuldade em respirar, inspiro e expiro entrecortadamente, e mexo-me imenso, deslizando por entre os lençóis brancos na cama ainda fresca, feita de lavado.
São três imagens: a primeira é de uma boca a morder um mamilo; a segunda é de uma boca a mordiscar uma glande e a terceira é de um menino à entrada de um anusito. Não sei de quem são as imagens e tento esquecê-las, apagá-las da memória, mas não consigo. Começo lentamente a perceber o estado de excitação em que me encontro, mas não me toco. As imagens pulsam alternadamente na minha cabeça ao mesmo ritmo estonteante do sangue, e mexem-se, ganham vida. E eu sinto a boca no mamilo, sinto a glande na minha boca, sinto o menino a pressionar-me o anusito. E a respiração cada vez mais entrecortada. Agora estou completamente desperta e apetece-me tocar-me. Penso que talvez me consiga acalmar assim. Sinto um fogo enorme na barriga, passo a mão por lá e vou subindo até aos seios que estão ainda adormecidos. Os mamilos são preguiçosos e eu toco nas grandes auréolas macias e arrepio-me, e sinto a textura a enrugar e as auréolas a diminuir e os mamilos a despertar finalmente, a sentirem-se mimados e os seios redondos nas minhas mãos... e tremo, contorço-me, desço até à menina e sinto alguma humidade, penso em aliviar esta minha tensão, mas não quero o meu amiguinho vibrante outra vez, quero…
As imagens não me saem da cabeça. Vão passando alternadamente cada vez mais depressa, quase sem me dar tempo de as saborear e eu mexo-me sem conseguir parar.

Vou novamente ter com a minha menina, está completamente encharcada e isso excita-me por demais, começo a sentir o corpo todo a latejar, o sangue a galopar-me nas artérias, a respiração… já nem sei como respiro… levo a mão à boca para me provar… estou agridoce… cheiro a refogado de margarina e cebola com uma pitada de açúcar… continuo a tocar-me na esperança de que passe, de conseguir esgotar a humidade que escorre de mim, deixo a mão ficar quieta e mexo as ancas ao encontro dela, mas a humidade não passa, espalho-a pela barriga, pelas coxas, pelo anusito e não passa…

São 4:00 e não consigo dormir… resolvi escrever isto numa tentativa de me apaziguar, mas não passa. Esfrego as coxas contraindo-me e sinto a inundação que vai em mim… QUERO-TE!

É desejo puro e duro. Com muita imaginação à mistura. Apenas isso. Já passa, há-de passar.
Suspiro profundo para oxigenar mais o cérebro. Agora já consigo respirar melhor...

12 comentários:

Otário disse...

oi... vim de férias e decidi passar por cá para deixar um abraço...

carpe vitam! disse...

olá otário, abraço pa ti também, espero que tenhas tido umas férias tão inesquecíveis quanto as minhas!

Bem Resolvida disse...

Quase toda noite eu passo por isso!!

Moura ao Luar disse...

Quando se acorda assim não há nada a fazer... o melhor mesmo é fazer o gosto ao corpo beijo

Pekenina disse...

Como vês até respiras melhor. Há alívios assim =)

Beijinho*

* Casal do Arrocha * disse...

Que cantinho gostoso esse seu!
Parabéns!
Bjs.

Shelyak disse...

Tem alturas assim... a desinquietação nas nossas cabecinhas é tão grande que nem masturbação consegue alcalmar...
:)))

carpe vitam! disse...

bem resolvida, hás-de me explicar como é que consegues sobreviver a isso todas as noites.

moura ao luar, nem semrpe é fácil fazer o gosoto ao corpo, nem sempre se encontra satisfação em fazê-lo sem a companhia certa.

pekenina, nada como oxigenar o cérebro! Pensa-se melhor, respira-se melhor!

casal do arrocha, voltem sempre!

shelyak, é.

Anónimo disse...

Carpe
Aleitura destes desvaneios é dificil e complicada, mas a satisfação que conta. Os homens teem a ejaculação noturna. As mulheres terão? As imagens de fato falam muito du que queres. Deves ficar agradecida à melga. , pois estes momentos são magníficos.
Bjs
Julio135

carpe vitam! disse...

não me preocupo muito com a leitura dos meus devaneios. Limito-me a tê-los e a expressá-los o melhor que consigo.
as mulheres têm sonhos húmidos, eu sei que têm, mas às vezes é muito mai sque um sonho!
pois, há melgas que vêm por bem, lol

Shelyak disse...

verdade que oceano pacífico é companhia por aqui, ocasionalmente...
:)

CamaReira disse...

Uma provocação bastante excitante mesmo, e estou a ler isto cedo demais, e as imagens da melga começam a atormentar-me os pensamentos.
Essas noite são torturantes e as melgas ainda as fazem piores.

Beijos Ardentes