terça-feira, 14 de julho de 2009

monólogos da Vagina



Aconselhamos vivamente!
Em cena no Casino de Lisboa até dia 19

Sugestão para elas: deixem a vossa Vagina assistir à peça sem nada que lhe estorve a visão ;D
Para mais informações: www.casinodelisboa.pt
Excerto e texto original completo aqui

16 comentários:

oToupeiraX disse...

Eu fui ver e gostei. Também valeu pela companhia.

carpe vitam! disse...

com boa companhia é sempre melhor ;)

Imperator disse...

sim, de facto a peça foi boa, e a companhia também :-)

a saborear disse...

É fantástico...

Millady disse...

Eu também ja vi...
Beijo

carpe vitam! disse...

e que tal, gostaste?

Histérica ® disse...

Se vier para o Porto pode ser que assista!
;D

Carlos Barbosa disse...

Querida Carpe, há um bom tempo que não visitava este espaço. Falta de meios.
Agora que até vou podendo vir à internet uma vez por outra decidi escrever algo de novo no meu blog e visitar as minhas antigas leituras.
Escrevi algo diferente. Fez-me sentir bem.

um beijo.

carpe vitam! disse...

Histérica ®, realmente não faço ideia, mas é uma questão de pesquisar.

Carlitos! que bom que voltaste! Obrigada pela lembrança, adorei o texto :)

Fabulastic disse...

já estive, numa festa, com uma dessas senhoras muito bêbada e descalça, ao meu colo... e mais não digo :P

carpe vitam! disse...

ahahaha, seja qual delas tenha sido, aposto que foi bem divertido, são todas lindíssimas!

Martini Man disse...

Tenho de ir...

carpe vitam! disse...

Man, se é para ir, é bom que te despaches, li no site que é só até domingo.

carpe vitam! disse...

Não resisto a deixar aqui uma linda história que recebi por mail:

"Uma mulher bela e elegante sai de um bar com uma enorme bebedeira.

Caminha em direcção do seu automóvel, um BMW noví­ssimo, e com a chave tenta abrir a porta mas o seu estado alcoólico não o permite.

Quando se baixa um pouco para se aproximar da fechadura acaba por cair e ficar sentada de pernas abertas ao lado da porta.

Desesperada com a situação olha para baixo e reparando que não tem cuecas começa a falar com a sua própria vagina:

- Tu pagaste o carro... tu pagaste as jóias... tu dás-me tanto dinheiro.... tu permites que escolha o homem que me apetecer... tu pagas a mansão que comprei...

E de repente começa a mijar-se e diz:

- Não precisas de estar a chorar que eu não estou zangada contigo!!!!"

(pequeno parêntesis anatómico: a vagina e a uretra são canais separados)

Fabulastic disse...

Isso faz-me lembrar outra anedota:
«Um homem vai a um bordel e encontra uma mulher linda. Ele pergunta quanto é o presentinho. Ela responde para a boca e só um colar de diamantes. O homem acede, paga e fica enormemente satisfeito.
Volta no dia a seguir para mais. À mesma pergunta a criatura responde: « Para o cuzinho é só uma pequena mansão». Ele gostou tanto da boca que aceita e paga.

Ao terceiro dia volta e decide perguntar quanto é pela passarinha. A bela figura responde:

«Amor, se tivesse passarinha esta cidade já era minha!»

carpe vitam! disse...

Ahahahahahahaah! Mas também com esse capital todo, já podia ter mudado de sexo, não?