domingo, 6 de março de 2011

carnavalando!

Véspera de Domingo Gordo e ela acorda cedo com vontade de fazer das suas. Despacha as tarefas rotineiras e reúne os ingredientes. Inspirada num sonho que tinha tido há dias, saiu de casa de avental e botas, mas em vez do impermeável, levou um sobretudo comprido e teve de calçar umas meias altas e levar cachecol. Apesar do sol, o Inverno faz-se sentir na pele nua. Mas passado o primeiro contacto com o forro frio do casaco, ela nem o sente, a expectativa aquece-a. Adora fazer surpresas, e esta, se correr bem, vai ser das grandes.

Avisou que ia, mas decidiu ir mais cedo para a surpresa fazer mais efeito - em vez de jantar, levou um cesto com o que iria ser o almoço. Antes teve de passar pelo supermercado para buscar os ingredientes que faltavam. Divertiu-se a fazer as compras com um ar muito discreto e compenetrado, sem dar o mínimo indício do que (não) havia por baixo daquela indumentária.
Pelo caminho foi-se deliciando a imaginar a expressão dele quando a visse e a tentar perceber que espécie de máscara era aquela – uma mistura de capuchinho vermelho de cabeleira flamejante encaracolada, bochechas e lábios vermelhos (cesto de verga com paninho por cima e tudo) Pipi das Meias Altas (não eram coloridas, mas chegavam às coxas) e cozinheira lasciva (só detectável pelo avental de quadradinhos vermelhos após casaco despido e revelação dos seus dotes de… culinária).
A expressão dele… aquele sorriso que sublima os cantinhos da boca e faz o olhar brilhar… ela faria qualquer loucura para testemunhar aquela expressão!
Não pode cozinhar apenas de avental porque estava bastante frio, e depois do orgasmo, não restou tesão que chegasse para aquecer o tempo todo, mas o almoço correu lindamente.
A ementa? Primeiro houve entradas (entraram um no outro e partilharam o leite quente dele com beijos) depois uma sopinha de feijão verde (ela nem sequer gostava de feijão verde, mas o creme de cenoura estava óptimo, apenas um pouco salgado), seguida de uma meravigliosa pasta – fusilli tricolore alla carbonara - acompanhada por uma bela salada: cenoura, cogumelos, milho e courgete fundida com maionese. A bebida escolhida foi… água (tal como no sonho em que ela trouxe a garrafa “fonte de vida” mas aqui sem rótulo especial …ihihihih). Uma magnífica broa de milho áspera, dura e estaladiça por fora e suave, doce e húmida por dentro (muito parecida com ele, de resto) de comer e implorar por mais, especialmente quando está quente (mesmo muito parecida com ele!) e por fim tangerinas docinhas e um quadradinho de chocolate!

O resto da tarde foi passada a limpar arduamente a casa, diferente mas necessária forma de aproveitar o sol, para depois aproveitarem a noite com os amigos. No dia seguinte ela lembrou-se de pôr em prática umas máscaras especiais inspirada por outro sonho que teve. Sonhou que os pêlos púbicos tinham crescido imenso e tapavam, alegremente encaracolados, o triângulo da púbis e metade das coxas. Achou piada, podia fazer tranças com eles! Então toca de pedir emprestados alguns caracóis compridos a uma farta cabeleira, inventar uma mascarilha, colher algumas flores para o toque final “flower power” e desenhar uma boca no saco das bolas. O resultado foi hiLaRiaNtE, claro, uma bela matrafona de nariz à Pinóquio, que apesar do frio, não parava de crescer por causa de uma certa borboleta de longos bigodes de penas pretas pousada numa púbis purpurinada. Escusado será dizer que o nariz cresceu, cresceu, cresceu… e espantou a borboleta que foi voar para outras paragens, deixando a descoberto a entrada para um sítio acolhedor onde o nariz apinocado ficou quentinho durante um bom pedaço de tempo...


post directamente relacionado: carnavalando...
todos os posts carnavalescos aqui


21 comentários:

amèlie e juan disse...

gostas muito de carnvalar não é? :)

ROSINHA disse...

Selo no meu blogue...LOL!

ROSINHA disse...

Quero ir para o top dos comentadores por isso vou fazer vários comentários...Todos oportunos e inteligentes!

ROSINHA disse...

Ainda não estou no top?Há qualquer coisa que não está a funcionar...

ROSINHA disse...

Ora bem...Eu tive a contar e já tenho mais de 43 comentários!Porque não estou no top?

ROSINHA disse...

Tratem do assunto s.f.f.

ROSINHA disse...

Bem me parecia que as minhas contas estavam correctas...Eu hei-de ficar em primeiro!Prometo...

ROSINHA disse...

Continuando a minha saga...

ROSINHA disse...

Venho fazer uns comentários para me ir aproximando do Otário...

Jaime disse...

podia ter sido num dia qualquer!

ROSINHA disse...

Ei...Quem é?Num dia qualquer o quê?Amanhã p.f.actualizem o top!
Boa noite*

carpe vitam! disse...

ahahaah rosinha, ainda tens de pedalar um bocado para chegares ao topo! o otário é a nossa mascote, o nosso comentador mais dedicado!

Jaime, pois podia, Carnaval é quando se quiser! ;)

Tilida5ever Design-Rosinha disse...

Ingratos...

carpe vitam! disse...

amélie, aqui gosta-se muito de carnavalar! apesar do tempo disponível por estes dias ser reduzidíssmo, há sempre um bocadinho para fazer coisas carnavaleiras! :D

Pekenina disse...

Tenho que frisar vários pontos...
1. Que paciência a tua para colorires as letras uma a uma. O efeito ficou um must, diga-se ;)
2. Broa... Aquela?? Aquela?? Não me digas isso que ando há bastante tempo para ir comprar uma e ainda não consegui. Tem que ser. Tem mesmo que ser... Este post deixou-me de água na boca!

Gosto de te imaginar assim toda às cores tipo arco-íris :)

Um sorriso para aí :)

carpe vitam! disse...

Pekenina, sim, a broa é essa mesmo! :D

Quanto a colorir,tive de o fazer duas vezes porque da primeria fiz tudo de uma vez e o blogger não aceitou a formatação, lol

Quanto ao arco-íris, vou enviar-te para o mail umas fotos deste carnaval ;)

Pekenina disse...

Cá as espero :))

(Raio da broa!)

Imperator disse...

foi um Carnaval engraçado sim senhora :)

Imperator disse...

Pekenina, a broa é quando quiseres :P

Porcalhúnicos disse...

De onde é a broa mesmo?!...

carpe vitam! disse...

"O Pão Quente", na praia da Consolação ;)