domingo, 14 de dezembro de 2008

diálogos (im)prováveis VI


ela: como será que se diz asa vazada em inglês?
ele: nem sei. wing vasation?
ela: lol, parto o côco a rir com o tradutor do Google!
escrevi asa torcida. sabes o que é que ele respondeu? ASA FANS lolololololololol o que eu me ri!
ele: lol
ela: depois optei por twisted wing. twisted wing é giro!
ele: lol
ela: e se for embeded wing? sabes aquelas asas dos sacos de plástico, que são recortadas no próprio saco? acho que vou fazer uns desenhos..
ele: ok. vê lá se vês algo erótico nisso lolol
ela: em asas de sacos? eu pegava nelas e punha-me a voar daqui para fora! um montão delas coloridas, um grande saco a fazer de balão de ar quente! e depois quando estivesse lá em cima, sozinha ou bem acompanhada, despia-me...

16 comentários:

os contemporâneos disse...

nóa não temos culpa dos autógrafos do DVD que o seu amigo heatchcliff lhe vai oferecer, nem sabemos se gosta ou não dos contemporâneos.

Ao contrário do que ele escreveu no post de dia 13, não fomos nós a querer escrever aquilo, foi ele que disse para abardinarmos os autógrafos.

Bom Natal, com muitas sandocas.

os contemporâneos disse...

eu diria broken wings with parachute, so I can lay down on safety land.

Sacos de plástico, não uso.
cause the ambience, in generality
google cagasse pour le ambiance is much by there...

carpe vitam! disse...

Mas o que é que isso interessa?
venha o DVD.
Já conheço à légua as brincadeiras do menino.

fastfilly413 disse...

Hi. I’m blogging from NYC. I’m in my hotel room waiting for ADEX to call. I’m going CRAZY!!!!! Here’s what happened. I came up to the city from Philly last night and went to ADEX’S swanky apartment off Fifth Avenue. I waited across the street all night. Finally, around 7:00 this morning, I hit the jackpot. His wife left with her carry-on luggage. She looked particularly ugly. I went up to the doorman and gave him an envelope. Inside it said, “I know your wife is out of town. Speak with me now or I’ll speak with her later.”

Anónimo disse...

http://www.sonypictures.com/homevideo/perfectstranger/

Anónimo disse...

É bem provável que, com o tempo que tem estado, apanhasses uma valente gripe lá em cima, quando te despisses.

Anónimo disse...

Talvez não, porque ficava com pele de galinha... e agora pergunto eu: Mas as galinhas voam?!?!

carpe vitam! disse...

sim, gosto dos contemporâneos e também gosto de autenticidade.

e os sacos, não eram de plástico, eram de papel

carpe vitam! disse...

carpe vitam! falsificado(a) se te estás a tentar fazer passar por mim, vais ter de te esforçar mais ;)

carpe vitam! disse...

Anónimo 1, achho que ainda não vi esse filme, vou pô-lo na lista de filmes a ver, gracias!

carpe vitam! disse...

Anónimo 2, o diálogo não se passou agora, mas sim no verão e pelo que me constou, a chama necessária para manter o ar quente dentro do balão, é suficiente para aquecer também corpos nus dentro de cesto ;)

carpe vitam! disse...

Anónimo 3, tudo voa se for de avião ;P

Anónimo disse...

Mas segundo a teoria da gravidade tudo o que sobe desce, mas nem tudo o que desce sobe... :p

QJ disse...

asas recortadas no próprio saco, faz-me lembrar um tronco de uma pessoa semi dobrado...

ai o balão de ar quente.... :D

keep your mind open disse...

Tudo anónimos?

carpe vitam! disse...

todos nós somos anónimos, até prova em contrário. a única coisa chata nos anónimos é nunca sabermos muito bem se se trata da mesma pessoa e depois é um bocado confuso dirigirmo-nos a um anónimo específico, mas de resto, não tenho nada contra.
Estive a ver o filme. Não é mau, mas também não é nada de extraordinário. Fez uma boa campanha de marketing viral, soube aproveitar a curiosidade dos cibernautas. Se a ideia é por-me a pensar sobre os perigos das identidades online, apesar de ser uma obra de ficção americana, conseguiu. Se bem que neste pouco mais de um ano de blogger, nunca tive problemas.