sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

provocação gratuita 1

As pessoas com vidas verdadeiramente interessantes não têm tempo para escrever blogs.

35 comentários:

QJ disse...

Provocante... mas será que é mesmo assim?

Magnolia disse...

"As pessoas com vidas verdadeiramente interessantes não têm tempo para escrever blogs."
Poderá sem dúvida ser assim o pensamento mais directo e racional.

No entanto, deixo um outro pensamento...

Os blogs verdadeiramente interessantes são escritos por pessoas com tempo para viver, para pensar e para escrever. Tal como um escritor, um argumentista, um jornalista. Com a diferença de que raramente são pagos e insuificentes vezes são verdadeiramente reconhecidos, valorizados e encorajados.

O blog é um livro, é um filme, é um canal, é uma peça de teatro num só. Mas virtualmente.

Mas é uma boa provocação gratuita. :)

Anónimo disse...

Mea Culpa?

Huf!!! Ainda bem que não sou a pessoa que há cerca de três anos, publicou na blogosfera, na véspera do seu suicídio, um post, no qual me inspirei para escrever o meu texto.

A feitura do post anterior, representa o desespero de alguém que, à beira do abismo, para onde os seus problemas o empurram, ainda tem uma esperança de que uma mão o pode agarrar. Infelizmente essa mão, comportou-se como todas as outras, que tinham contribuído para a sua decisão; negou-lhe o seu auxílio.

Na maior parte dos casos, o suicida é a pessoa mais só no mundo, esse mundo cruel, onde a indiferença, o subtrai do nosso imaginário sentimental, só cabendo nele aqueles que o nosso egoísmo selecciona, como se os outros não passassem de algo, imerecido da nossa atenção.

Não era meu objectivo, com o texto, tratar dos problemas emocionais e causas que concorrem para o suicídio, isso ficará para depois, mas sim fazer um teste.

A ideia surgiu-me ao verificar a importância que nos blogues, pelo menos em muitos deles, é dada a uma nomeação fútil, vazia de conteúdo, mas que parece, em muitos casos, representar um reconhecimento meritório, que muito que procure, não consigo encontrar justificação, além da vaidade, apanágio das coisas pequeninas; ter um Thing Blogger Award ou ser um dos sete blogues Maravilha.

Porquê não prospectar a reacção das pessoas perante a possibilidade do acontecimento ser verdadeiro? Só o inesperado poderia tornar verdadeira a reacção.

O resultado está aí, no conteúdo dos comentários que recebi. Confesso a perplexidade perante algumas opiniões, tal o seu antagonismo, entre o que escrevem normalmente e, o que escreveram nos comentários. Pergunto: - Qual é o personagem verdadeiro?

essência

http://jeunesfillesenfleur.blogspot.com/

Anónimo disse...

As pessoas com vidas verdadeiramente interessantes não precisam de "copiar" textos total ou parcialmente.

As pessoas com vidas interessantes não deixam comentários difamatórios e provocativos na caixa de comentários de um blog.

As pessoas com vidas interessantes não "disparam "à esquerda e à direita, em gente inocente tentando acertar, finalmente, naquele/a que eles julgam ser um criminoso, tipo serial killer de filme de Hollywood, classe X.

As pessoas com vidas interessantes não pensam tão pouco em denegrir 3ª pessoas.
Qual o interesse de uma pessoa verdadeiramente interessante em o fazer?

provocação não gratuíta:
As pessoas verdadeiramente desinteressantes deviam ter tempo para reconstruirem as suas vidas fora do universo da blogosfera. Na blogosfera não a reconstroem de certeza e muito menos, com a abertura de um blog.
Depois de passarem ao estatuto de pessoas verdadeiramente interessantes, escreveriam textos seus e pediriam opinião de críticos literários para que os lessem.

divulga!

essência

ps - parabéns e bom carnaval!

D. Sebastião disse...

Por essas e por outras é que leio poucos e na minha tasca Só se entra se fizer parte da lista de convidados.

Para desinteressante basto eu...

Ant disse...

Fico-me pela opinião da magnolia.
As vidas interessantes, revelam conteúdos interessantes. Ou vice-versa?

otário disse...

As pessoas com vidas verdadeiramente interessantes não têm tempo para se ocupar com algo inútil.

penso que um blog, sendo bem construído e que nos seja útil, poderá até ser comparado como o melhor livro que já lemos ou a melhor música que já ouvimos. É algo que nos toca, talvez só a nós próprios ou tanto mais a nós próprios.

hum.... penso que pela primeira vez que passo pelo teu blog, até deixei um comentário realista... hâ? dá que pensar...!?

O Sussurrar do Corpo disse...

Será?...ou talvez seja ao contrário. Deixo Beijo.

carpe vitam! disse...

QJ e Sussurrar, pois ue realmente não sei, mas falando por mim, a minha vida é normalíssima.

Magnólia,, tens aí um ponto de vista interessante, sim senhora, por vezes a vida dos bloggers pode até nem ser interessante, mas que há blogs com bastante interesse, lá isso há.

essência, já tive oportunidade de passar pelo teu espaço que considero de bastante utilidade. Nunca se sabe como lidar com uma emergência dessas e toda a boa ajuda é bem-vinda. Os blogs são um fenómeno psicologicamente interessante, estou a inteirar-me disso. Em relação aos prémios, não os considero fúteis. Podem não significar nada a não ser que existe alguém que se lembrou de nos fazer um miminho, mas só isso é muito bom, aquece-nos, não achas?
Quanto ao copianço, não o fazemos aqui. Quando muito, citamos sem pedir autorização, mas creio que isso não é crime. A mim nunca me preocupou muito que me copiem, caso contrário não colocaria conteúdos na net. Mas é claro que é sempre mais simpático quando nos citam. Gostei da provocação não gratuita, obrigado!
Bom carnaval para ti também!

D. Sebastião, não te menosprezes! A tua tasca é bem interessante (aposto que a tua vida também)

Ant e Sussurrar do Corpo, a arte imita a vida ou a vida imita a arte? quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha? Mais umas quantas provocações... e eu acho que foi a galinha ;-)

otário, tens a mesma linha de raciocínio da(o) Magnólia. O teu comentário é real, se é realista ou não, só tu podes dizê-lo.

Mais, quero mais!

Ana disse...

lolol
Acho que há formas bem piores de desperdiçar a vida! Passeando pela blogosfera sempre se aprende qualquer coisita!! ;)

RedLightSpecial disse...

As pessoas com vidas verdadeiramente desinteressantes nada têm para partilhar em blogs...
;)

Foxy disse...

Parece uma contradição mas é verdade! Quanto mais vivo e desfruto e ando em amassos em clubes e afins, menos tempo tenho para escrever!

Nikita disse...

As pessoas com vidas verdadeiramente interessantes, estão tão bem consigo próprias que pensam "porque não partilhar isto com os outros? E porque não através de um blog?". E quem sabe, até não inspiram uns quantos?;)

Beijos!!

Adore disse...

O que é uma vida verdadeiramente interessante? Será que existirão vidas assim? Pessoas que têm essas vidas escreverão blogs?

Pekenina disse...

As pessoas com vidas interessantes podem ter blogs que podem, ou não, ser interessantes. As pessoas que não têm vidas interessantes, também. Ter uma vida interessante não quer dizer que tem muito tempo ocupado! :)
Beijinho*

herético disse...

com a verdade me enganas...

Ant disse...

Ora aí tens... a malta até acha que sim. Blogues prá frente...
se achas que é a galinha, seja então... mas eu cá acho que foi o ovo... quem pôs o ovo? ora... a verdade está na bíblia...

Mortisa disse...

Quanto a mim, penso que a questão não passa pelas vidas das pessoas serem interessantes ou não. Grande parte das pessoas que escrevem e usam os blogues, usam-nos como meio de divulgação. Talvez se o não fizessem estariam a escrever no papel e a guardar tudo nas gavetas bafientas.
Como primeiro passo de exposição, este é um bom meio para o fazer, pois permite que haja um retorno quase imediato (que nem sempre é sincero; muitas vezes quem comenta apenas o faz para manter um nível de visitas ao blogue e esse torna-se um ciclo vicioso) alimentando assim muitas coisas más. Mas como em tudo também existem muitos blogues bons e úteis, que vale a pena apoiar e assim permitir a evolução de quem escreve. Há que saber seleccioná-los e apenas ler o que nos interessa. Felizmente temos a possibilidade de escolha.
Nem todos os blogues são introspectivos nem constituem em si diários pessoais. E quando o são apenas surgem de uma necessidade de alguém se afirmar (bem ou mal não interessa), o que não quer dizer que as suas vidas não sejam interessantes.

A escrita é um acto solitário, que ao ser partilhado transcende a essência do seu criador, e é a escrita que deve ser analisada, a forma, o conteúdo, a gramática, tudo tudo...nao se a vida de tal pessoa é interessante ou não.
O que dizer então dos grandes escritores que dedicam dias, meses, anos, a um só momento de entrega, que se transformará num belo livro ou não. Que não têm vidas interessantes?
Afinal o que é ter uma vida interessante? Sair à noite, apanhar bebedeiras, contemplar o amanhecer..???? O que é interessante para alguém, pode não o ser para outra pessoa. O que não torna a vida deste ou daquele, mais ou menos interessante. Cada qual vive de acordo consigo próprio.
Porque não apenas partilhar momentos?

:)

luafeiticeira disse...

Não me parece que pessoas interessantes não possam escrever textos do interesse de outras pessoas. Blogs, livros, discursos, músicas... têm origem em quem transmite algo que está dentro de si e que quer que os outros conheçam. Aliás, nos blogs não há censura, não trocam caralho por porra, cada um escreve o que bem entende. Além disso, as vidas interessantes não devem ser aquelas que de tão preenchidas que são não permitem nem ler nem escrever, pois assimqualque escritor, por exemplo, teria tido uma vida desinteressante. Será que Anais Ninn teve uma vida de merda? Pensem nas aventuras de Camões.
Quanto a mim, pessoalmente, escrever é uma forma de exteriorizar a criatividade e exteriorizá-la é um prazer, como tantos outros que tenho.
beijos e parabéns pela ideia. A primeira provocação foi bem escolhida.
beiojos dos manos dalton

Sniqper ® disse...

Reflexão ou Conclusão...???

As pessoas com vidas verdadeiramente interessantes não têm tempo para escrever blogs.

Retribuindo a invasão via e-mail, vim até cá, parei, li e realmente posso afirmar que...

...Mais uns que chegam, por quanto tempo? Três pessoas de sexos diferentes, interessante! Conteúdo, sem comentários...

Continuem, pode ser que consiga o que pretendem, ou não...

carpe vitam! disse...

ana, também concordo que se pode sempre aprender qualquer coisa, mas também se pode perder imenso tempo antes disso ;-)

red light, não necessariamente, a vida pode ser desinteressante mas a imaginação ser fértil ;-)

foxy, espero que quando essa fase passar, possas escrever sobre o que viveste!

nikita, é uma boa perspectiva! Partilho-a contigo ;-)

Adore: ora ái está, o conceito de "vida interessante" é completamente subjectivo. Para mim é aproveitar a vida, conseguir espremer-lhe muito bem o sumo, mesmo quando não tem muito. e para ti, como é?

Pekenina! o tempo é o que fazemos com ele, não é? muito tempo livre pode ser interessante se for bem aproveitado.

herético, não estou aqui para enganar ninguém, é só para pensar e se possível fazer pensar um bocadinho, isso também me dá prazer!

Ant: então quem foi que pôs o ovo de galinha? eu até já li a bíblia, mas não me lembro de ler lá a resposta...

Mortisa, o interessante é esse conceito poder divergir de pessoa para pessoa. A vontade de partilhar é também um ponto chave. Quem guarda o que escreve na gaveta, não partilha; quem guarda o que escreve num blog, fá-lo sem dúvida, e mais do que isso, pode encontrar respostas, pode chegar a alguma conclusão através da interacção com os outros, e isso, é sem dúvida muito interessante.

Lua, partilho da tua opinião, e deixa-me acrescentar o facto de não haver aqui censuras nem nenhuma transacção comercial, o que torna tudo muito mais livre e fluido. Fico contente por saber que gostaste da ideia, esperemos que muitas outras se seguirão, mais interessantes que esta, quem sabe se não serão também da tua autoria? Tu sabes que este espaço está aberto à participação de quem o queira fazer com qualidade.
beijos para ti também ;-)

sniqper, não pretendo que seja conclusão alguma, é só um ponto de partida. O que sairá daqui, lodo se verá. Continua assim a fazer boas "invasões" que nós gostamos :-)

mulher lua disse...

Mentira!!!
Como podem constatar pelas minhas crónicas e não só, tenho tido uma vida interessantíssima.

Veijios, seus provocadores de meia tigela... ah ah ah

Viva a alegria!!! Curtamos!!!

Waltzing Matilda disse...

Amen brothers! A felicidade, a medida por que se mede o interesse das pessoas, não tem história. Só os descompensados, desajustados e, no geral, bichos raros têm qualquer coisa com que encher páginas... ou blogs. Como o príncipe com orelhas de burro gritam lá para dentro os seus segredos. Só ouvem do outro lado por puro acaso.

Rafeiro Perfumado disse...

É bem verdade... por causa disso é que eu apenas falo em voz alta e depois uma equipa de romenos trata do resto!

Shelyak disse...

Bem... eu costumo dizer que há alturas para tudo...:)
Beijinhos e abraços!!!!

Heidi disse...

"As pessoas com vidas verdadeiramente interessantes não têm tempo para escrever blogs"

Mas eu prefiro:
As pessoas com vidas verdadeiramente interessantes e puramente egoistas e desorganizadas, não escrevem blogs.

Ou então:
As pessoas com vidas verdadeiramente interessantes en que escrevem blogs, estão-se puramente nas tintas para o que as pessoas desinteressantes pensam, dizem ou escrevem sobre elas!

Beijos de prazer provocante!
Heidi

Anónimo disse...

Concordo ou discordo?
É verdade que as pessoas com vidas interessantes andam numa roda-viva o dia inteiro a fazer...coisas muito interessantes:trabalhar, contar histórias aos filhos, ler, ouvir música, ir ao cinema,sair com os amigos, passear à beira mar, reflectir e viver mil aventuras.ok.
Mas, com toda a certeza, se um blog é interessante é pq quem o escreve vive experiências interessantes qb para serem partilhadas ou então ....trata-se de uma pessoa com uma vida banalzinha, cinzentinha mas com uma mentalidade deveras interessante que precisa de "libertar as amarras", ganhar asas e voar. Mas o que me parece realmente é que quem tem um blog sente um grande apelo em partilhar estórias, aventuras e fantasias...
e já agora quem nunca fantasiou em viver vidas diferentes, ser uma pessoa diferente ou simplesmente...mostrar ao mundo o seu.."lado lunar"..?
Pois.
muito querida

Atractor Estranho disse...

Posso provar esse ponto tanto para um lado como para o outro...
Mas diria que as pessoas que escrevem blogs têm de abdicar de um pouco das suas vidas... ;)

cereja disse...

as pessoas verdadeiramente interessantes estão por todo o lado, por isso são verdadeiramente interessantes

Adore disse...

Carpe vitam: concordo contigo deve-se "aproveitar a vida, conseguir espremer-lhe muito bem o sumo, mesmo quando não tem muito". Agora só me vem à cabeça aquela frase, "se a vida te dá limões, faz limonada" LOL. Cabe a cada um de nós torná-la interessante; interessante não em quantidade mas sim em qualidade :)

beijinho

carpe vitam! disse...

Mulher Lua, gosto da tua verdade. Curtamos!

Matilda, como eu me delicio com a forma como usas as letras! Devias arranjar um blog só teu... ah, esquece, afinal de contas, tu deves ter uma vida interessantíssima!

Rafeiro Perfumado, esses teus romenos executivos são muito bons! O grafismo está excelente, com os cãezinhos, e tal. coerente e pertinente, obrigado!

shelyak, com certeza que sim, há que saber dosear bem! ;-)

Heidi, parecem-me ambas alternativas viáveis, e igualmente provocantes mas muito mais mordazes. Adorei!

Muito querida, é um ponto de vista muito completo o teu. Também me parece que não é só aquela pessoa que tem uma vida muito preenchida que é interessante, mas também a que usa a imaginação para dar mais cor à sua vida.

atractor estranho, será que escrever não é também viver?

cerejinha, queres tu dizer que as pessoas verdadeiramente interessantes são omnipresentes? Isso explicaria muita coisa...

adore, venha daí essa limonada! Mas com bastante açúcar, está bem? Não haverá por aí uma tangerina, ou uma laranjinha para lhe dar um travozito mais alegre? espera, tenho aqui. um pauzinho de canela?

Sarah disse...

As pessoas com vidas verdadeiramente interessantes por vezes sentem NECESSIDADE de extravasar tudo de bom e interessante que lhes acontece diariamente! E porque não num blog?

beijo docemente provocado

Viajante pelos Sentidos disse...

Há quem tenha vidas tão interessantes que têm de partilhá-las com o mundo através de um (ou mais!) blogs!

Há pessoas que têm vidas tão desinteressantes no mundo real... que criam uma vida muito mais condimentada na blogoesfera - e são FELIZES!!!

É assim ou não?!?
Beijo viajante...

Ana disse...

Bem.. deixa-me cá fazer a análise estatística. Preciso de uma amostra do universo.. ora uma amostra.. uma amostra... EU!
Boa!
Ana, tens um blog?
Sim, tenho um blog sim senhora.
E Ana.. a tua vida é interessante?
Ah... bem, comparada com a vida de uma termita, talvez... Mas não, não é assim muito interessante...

Resultado da estatística : 100% das pessoas que têm um blog não têm uma vida interessante. É verdade.

Loulou disse...

As pessoas verdadeiramente interessantes são aquelas que dizem e escrevem aquilo que sentem e que gostam... as outras nem dizem, nem escrevem... simplesmente fingem!

Beijos