quinta-feira, 28 de julho de 2011

provocação gratuita 79

qual o porquê de querer o que não se pode ter?

11 comentários:

especiedemagia disse...

acredito que podemos ter tudo o que quisermos, mas isso implica abdicarmos de algo que já temos (moralmente muitas vezes somos incapazes de o fazer)ou a termos de canalizar muito do nosso precioso tempo e energia para conquistar o fruto apetecido e aqui claudicamos, umas vezes por preguiça, outras por não acreditarmos na vitória final (falta de fé em nós próprios)...

carpe vitam! disse...

percebo, mas de facto não podemos ter tudo o que queremos se algumas coisas forem incompatíveis com outras. no fundo, o que estás a dizer é que temos de estabelecer prioridades, certo? mas isso não explica o porquê de continuar a querer...

especiedemagia disse...

claro que estabelecer prioridades é vital para o teu equilíbrio mas acredito que, na maior parte das situações, buscas no exterior a paz interior que não sabes alcançar sozinha. Este é um caminho que inevitávelmente te conduz á desilusão, pois em vez de atacares a origem da tua insatisfação interior, vais atrás daquilo que projectaste como cura para ela.

Alien David Sousa disse...

É algo muito particular ao ser humano. O valor também só se dá quando se perde o objecto amado. Eu diria que a galinha da vizinha é sempre melhor do que a nossa. ;)
kisses alienígenos

Gemini disse...

Todos nos deparamos com contradições nos nossos "desejos".
A resposta simples é que nós queremos IMENSAS coisas. Naturalmente que algumas vão ser mais difíceis ou impossibilitadas por outras.

As coisas que sabemos serem mais difíceis de atingir são sempre as que nos parecem mais interessantes (e acabam por nos assombrar mais). Por exemplo, somos capazes de ir ver as canárias sem conhecermos uma praia a menos de 100 km de onde vivemos. E isto porque, apesar de querermos ver essa praia, nos dizermos que podemos ir lá quando quisermos.

Pronto... basicamente o problema é só a quantidade de coisas que queremos. Há certamente muitas coisas que queres e tens (ou sabes que podes ter). Mas, se assim é, não perdes muito tempo a pensar nisso e certamente que não são dignas de um post num blog dedicado à provocação (LOL).

otário disse...

ok, vou deixar um comentário curto (:
só porque sou do contra...
'o fruto proibido é o mais apetecido'. pumba!
aBraço!

carpe vitam! disse...

otarito, saudades!... sim, mas nem sequer precisa de ser proibido, basta ser impossível ou difícil...

Erotic Spirit disse...

so queremos o que nao se pode ter por adoramos desafios :)

casal s.a disse...

posso resumir teu blog em uma só palavra : bom gosto
beijos da esposa do casal

amèlie e juan disse...

bem... sabes como é... "o fruto proibido é o mais apetecido!"
julgo que seja por ser algo dificil de alcançar, na maior parte das vezes que é conseguido, independente do esforço, acaba por se tornar desinteressante. todavia, não deixa de ser um desafio, um abanão, uma adrenalina que se instala e perdura enquanto estamos a rondar o bocado tão desejado e (im)possivel de ter.

carpe vitam! disse...

erotic spirit, eu n quero só o que não tenho, felizmente tenho muita coisa que quero! o desafio está em saber distinguir o que é possível do que não é...

esposa do casal s.a, gracias pela palavras amáveis (sim, porque são duas) mas o blog não é só meu, como poderás verificar se o explorares mais um pouco.

amelie, eu sei, mas é como disse ao otário, um maior grau de dificuldade pode aumentar o interesse. mas não conseguir é frustrante. tenho de aprender a lidar melhor com isso.