quinta-feira, 13 de março de 2014

swing: escala de dionísio

Parnaso, Andrea Mantegna

"Nível 1
O Casal tem prazer em partilhar a sua sexualidade à distância. Através do telefone, e-mail ou webcam. Geralmente, a linguagem é liberal e até mesmo obscena e muito focada no acto. Podem fazer trocas de fotos através de webcam ou podem exibir-se em cenas de sexo para outro casal ou single visualizar.

Nível 2
O casal envolve-se com um single, geralmente uma mulher. Os esposos podem consentir que haja penetração envolvendo o terceiro elemento, ou não. Muitas vezes é neste nível que a mulher experimenta a sua bissexualidade.

Nível 3
O casal gosta de presenciar e ver uma cena de sexo ou ser visto. Pode já partilhar o mesmo quarto ou a mesma cama com outro casal e ambos praticarem sexo um ao lado do outro, mas sem contacto físico entre casais, podendo no entanto, só acontecer o contacto entre elas.


Nível 4
O casal interage com outro casal ou single, tendo em conta um conjunto de regras e limites preestabelecidos que pode incluir tudo, excepto penetração. Normalmente acontece a bissexualidade feminina.

Nível 5
O casal faz troca completa de parceiros, incluindo penetração ou interage integralmente com um/a single. Pode, ou não, estabelecer um conjunto de regras e limites (para além do uso do preservativo). O casal está, normalmente, sempre junto e a partilha é equitativa. Neste nível, o sexo em grupo é normalmente aceite.

Nível 6 
O casal partilha totalmente a sua sexualidade com outro casal ou single sem quaisquer limites (para além do uso do preservativo). O casal pode nem sequer estar junto, as partilhas podem não ser equitativas ou ser apenas de um deles, mas acabam a noite dormindo juntos.

Nota para reflexão: À tentação de incluir um sétimo nível, em que os elementos do casal se envolvem sexualmente com outros parceiros independentemente, mas com conhecimento do elemento não presente, optei por não o fazer, porque, em minha opinião, desvirtua o conceito do swing e leva-o para o domínio do chamado "open marriage" em que são tolerados outros relacionamentos e até um envolvimento sentimental - e neste último caso falar-se-ia de "Polyamory".
É importante que se perceba que estes níveis não são estanques o que muitos casais podem encontrar-se entre níveis, ou num, mas tendo particularidades de outro. Também estes níveis não são necessariamente estágios de evolução. Podem ser e tendencialmente são; mas há casais que se mantêm num nível que lhes agrada e não sentem necessidade de passar para outro."

Swing, Júlio Morgado

7 comentários:

dermatologistested disse...

refletindo.... porque é que existe necessidade de catalogar ou sistematizar ?? para que nos encaixem? ou para nos encaixar-mos e não sair dos limites ?? classificando-me, acho que sou desnivelada. :)

dermatologistested disse...

ainda cá venho outra vez... que merda é auuela do consentimento dos esposos?? eu cá sofro de auto determinação !!!

Joaquim Carlos Araújo disse...

Não sei quem é o Dionisio... Deve ser daqueles que só ouviu falar disso pela net, desde que virou moda...

carpe vitam! disse...

a minha parte preferida é quando o autor diz que optou por não colocar o nível 7 porque "desvirtua o conceito do swing". (Oh, logo o nível que eu queria...) e também acho bonito quando "permite" que se possa estar entre níveis. E onde fica o nível da bissexualidade masculina? isto faz-me tanta comichão que não resisti em partilhar a provocação :)

Imprópriaparaconsumo disse...

Não gosto de catálogos arrumados como o deste senhor.
Gosto de swingar ao sabor do vento e do desejo que sinto. Não é linear e não é um caminho fácil, mas se não fosse assim não tinha metade da piada :D
Um beijo enorme Menina carpe vitam :D

carpe vitam! disse...

Penso que se o swing é isso, então o que eu gosto de fazer definitivamente não é swing. Mas eu até entendo a tentativa dele, e pode ser que a escala seja útil para alguém.
Retribuo o beijo com sorriso cheio de sol matinal, menina imprópria para consumo, tão própria para degustação... ;)

Anónimo Antunes disse...

É pá, isto parece o catálogo das doenças do Solnado... :)))
E arranjar um carimbo? a apostar na "nalga", eheh: "Nível 1"; "Nível 5";
"Nivel 7" ups! peraí, desarrisca que isto já entra num campo minado; olha agora, que lá ficam os meninos com o nalguedo borrado...
Há realmente gente que tem muito pouco que fazer(foder)!