domingo, 15 de abril de 2012

My own private rain: o Prazer do Duche

foto: chuveiro by Narcisa


Dos prazeres simples e mundanos, o duche é sem dúvida dos meus prediletos, a minha chuva privada (partilhada ou não), completamente controlável em temperatura, intensidade e direção.

Mas se recuarmos um pouco, a água canalizada é uma invenção que nem todas as pessoas viventes conhecem como realidade desde que nasceram. De facto, as casas de banho atuais são privilégios que as casas modestas do tempo dos meus avós não possuíam.
Os cuidados diários de higiene tais como o banho são relativamente recentes na nossa cultura, mas da Mesopotâmia e de países como índia e Egipto, surgem os primeiros relatos de baldes derramados sobre os corpos. Os romanos, danadinhos para a brincadeira, praticavam orgias em banhos comuns. Davam bastante importância à higiene, difundindo as termas e as propriedades terapêuticas da água. Aproveitando os benefícios do líquido, surgiram também os banhos a vapor finlandeses (sauna) e turcos (hamam). Procurei saber a origem do SPA e verifiquei que deriva do nome de uma cidade belga, conhecida no tempo dos romanos como "Aquae Spadanae" também há que se refira a SPA como sendo acrónimo de salus per aquam ou sanitas per aquam (saúde pela água). Curiosamente, na idade média, era crença comum que a água destruía a protecção natural da pele contra as doenças e por essa razão era preferível não a lavar.  Mas muito antes disso já os gregos, para refrescar os atletas durante as olimpíadas, inventavam o sistema de canalização e o chuveiro que deu origem ao duche moderno. Curiosamente, a etimologia da palavra é do francês douche.
imagem: desenho de vaso grego, daqui

Não há nada como tomar um duche quando o cansaço aperta. Um banho de imersão espumante e perfumado, tomado com boa música, sabe muito bem de vez em quando, mas ao preço a que está a água e o gás, torna-se mais económico e prático o belo do duche. Purificador, recuperador de energias, relaxante duche.

Tanto relaxamento, vapor e toque corporal, tornam o duche num lugar propício para soltar a libido. Seja a solo, seja em companhia, a água estimula o sexo, possibilita a exploração numa atmosfera erótica higienicamente incomparável: as gotas de suor fundem-se com as de água e outros fluidos do corpo provocados pela excitação e escorrem pelo ralo após o prazer. Simultaneamente excitante e relaxante, o duche tem sido palco de inúmeras fantasias ao longo dos tempos, apenas limitadas pela imaginação. Manejar o jacto do duche com mestria, alternar água fria com quente, são apenas algumas ideias...

Existem dois tipos de pessoas: as que preferem tomar banho de manhã, e as que preferem tomá-lo à noite. (Ok, três ou quatro tipos, mas não quero falar nas que não tomam banho e das que tomam banho a toda a hora). Eu prefiro tomá-lo antes de deitar, gosto de entrar na cama de corpo e alma limpa, após a festa molhada, exclamada e cantada por cada gota (e por vezes por mim também) da bendita água!

Post relacionado: Purificação

11 comentários:

Eros disse...

Pois eu adoro de manhã e antes de me deitar :)

carpe vitam! disse...

ok, acho que ainda assim não te posso rotular como "pessoa que toma banho a toda a hora" - deves fazer parte de um quinto grupo de "pessoas que tomam banho quando acham necessário" ahaha!

Anónimo disse...

eu sempre ao levantar...e quase sempre antes de me deitar também :)
adoro a sensação que a água me provoca no corpo
Toque

carpe vitam! disse...

é tudo pessoal lavadinho aqui!Vou tomar o meu ;)

Mal Educado disse...

lavadinho o cacete!

isso do banho só quando chove e por não haver onde me abrigar do raio da chuva.

o pó conserva a idiotice

Malena disse...

Chuveiro de manhã. Imersão à noite.. :)

carpe vitam! disse...

Mal educado, tu fazes parte do terceiro tipo de pessoas, ehehe, ao menos poupas o ambiente e a carteira! ;)

Malena, que requinte! Todos os dias? eu quando não pagava a conta da luz não tinha tantas preocupações... ecológicas, mas agora parece-me um luxo pecaminoso ;P

Alien David Sousa disse...

Carpe, estou confusa?!!? :O Mas o duche não é um lugar para se ter sexo? Mas afinal agora falas da água e mais blá blá bla dos meus irmão egiptos...como estou confusa. E eu que usava essa parte da casa para ter sexo!
kisses

carpe vitam! disse...

Pronto, já está atualizado!

carpe vitam! disse...

E quem não gosta de cantar no duche?

Ser. Como. Agua disse...

As coisas que não damos como adquiridas!
Se analizasem todo o processo desde a captacão ao ponto que ela sai quentinha e mesmo a temperatura certa, tal como desejamos,...caiam para o lado. Ter agua a correr quando queremos...no local onde desejamos...a temperatura que nos apetece...escoar a mesma quando queremos de forma limpa e ordenada...tudo no nosso lar! Há coisas fantásticas,..não há? Se podese vivia dentro dela.