quinta-feira, 20 de agosto de 2009

The escaped cock...

Em jeito de provocação, quando lia (e ainda estou a ler) o livro : "O Segredo dos Templários" encontrei a frase citada em baixo


"O galo (...) está associado à ideia do corpo ressuscitado (a figura humana Cristo, fazendo um jogo de palavras, exclama: "Ressuscitei!" quando, por fim, teve uma erecção...)"


Frase esta que vem algures, se bem entendi, no livro The escaped cock

Deixo eu aqui a minha dúvida quase que existencial: erecção igual a ressuscitar? Melhor dizendo, devendo primeiro descontextualizar e voltar a contextualizar, tal como Nietzsche fez na sua obra, não me transformando, nem renascendo, transformo o termo erecção para o termo orgasmos que este sim, abrange todos: orgasmo igual a ressuscitar?

Será que pelo prazer sexual no culminar último do orgasmo, não só o nosso corpo como a nossa alma ressuscita?

Será esse o verdadeiro Santo Graal?

Bom fim-de-semana provocante!

11 comentários:

carpe vitam! disse...

Santo Graal orgásmico... só tu! Mas se os franceses o descrevem como a pequena morte, talvez não seja tão disparatado assim falar de ressurreição. Mas o Santo Graal não pode ser qualquer orgsasmo; tem de ser O Orgasmo, o grande O, o maior de todos, mais intenso e prolongado. Uma busca constante. Faz todo o sentido!

Imperator disse...

dizem que o santo graal é um mito, eu acho que o santo graal tenha ele o significado que tiver é acima de tudo aquilo que nós queremos que ele seja.

mas roda sempre à volta de algo fabuloso, milagroso, a fonte da juventude, o reviver ou renascer.

partindo do que iniciou orgasmo igual a ressuscitar, julgo poder dizer, na minha maneira de ver a coisa que o a fonte da juventude, o renascer, pode ser o Orgasmo, não tem que necessariamente ser o Orgasmo, mas sim o acto de ele chegar, calmamente, vem caminhando e quando chega... buummmm!

é claro que um ideal criado faz uns séculos tem de ser adaptado e repensado para os dias de hoje, onde os conceitos de igualdade, eram diferentes dos de hoje, onde muita coisa era censurada, e algumas de forma violenta, hoje pelo contrário são apoiadas e tenta-se arranjar toda uma série de ferramentas não para reprimir, mas para permitir chegar-se ao fim do percurso.

pessoalmente acho que o orgasmo é nos dias de hoje o santo graal, renasce-se, rejuvenesce-se revive-se o nosso corpo e alma fundem-se e elevam-se.

oToupeiraX disse...

Nada como ressuscitarmos todos os dias...

Imperator disse...

caro oToupeira sem qualquer dúvida :-)

é meio caminho andado para manter-mo-nos jovens e saudáveis tal qual a descoberta da fonte da juventude

Bernardo Lupi disse...

Nunca tinha lido uma interpretação tão original do Graal! :)

Janette disse...

É bem capaz de ser.

Imperator disse...

Olá Bernardo, boa noite!

não é assim uma interpretação tão original quanto isso, certo tipo de literatura, e olha que de modo algum é erótica ou coisa que o valha, por aquilo que estou a ler, dá-me a interpretar o resultado do prazer o Graal, afinal e da explosão de prazer (pelo menos com algumas pessoas...) que se gera os meninos e meninas do futuro

Imperator disse...

Olá Janette, bem vinda!

é a minha opinião, diz-nos a tua :-)

Pekenina disse...

Citando: "É uma busca constante." E aí sim, reside o verdadeiro prazer :) de não nos contentarmos e buscarmos sempre mais e mais, encontrarmos O Orgasmo, O auge... Se possível vezes e vezes sem conta...

Em alguns casos vale mesmo a pena "morrer" para "ressuscitar" ;)

Beijinho

Escarlate.Terzo disse...

Olha que a primeira ressuscitação foi ao fim de 3 dias... queres uma mãozinha até lá? :-)

Rakel disse...

Obrigada pelo comentário no nosso blog,mas a pergunta ke deixou aki carece de mais espaço, de maneira ke mandarei um mail para colocar alguns pontos de vista.

fica bem